terça-feira, 17 de setembro de 2013

Engano da Carne

















Texto: ENGANO DA CARNE
Autor: Sidney Santborg

Os raios lançados contra mim tentaram de várias formas me atingir...
Mas tento permanecer forte, com um escudo invisível sobre o meu peito.
Na tentativa de impedir que tais raios atinjam o meu ponto vital.
Sei que se isso acontecer será o começo do fim... Sim, exatamente!
Pois em um piscar de olhos estarei sangrando... Não literalmente!
Mas me vendo desfalecer por ter perdido mais uma guerra.
Não contra o mundo, contra um inimigo existente em mim...
As setas vêm de todos os lados, como flechas atiradas com fúria.
Que só querem acertar o seu alvo e esse não sou eu; ou tento não ser.
Basta apenas uma simples distração e já me sinto atingido...
Já sinto o impacto de ter sido acertado e a carne já começa dar sinais.
É inevitável lutar contra o veneno na ponta da lança batizada.
Sinto o calor do antígeno caindo na minha circulação acelerada.
Não sei se terei anticorpos suficientes para suportar essa agressão.
O que sei, é que será uma luta perdida, se realmente não me entregar.
Já vi tantas vezes isso acontecer; perdi tantas batalhas e sobrevivi...
O meu receio é sobreviver em pedaços e com as roupas em farrapos...
Por isso a fuga dessa tempestade! Não quero me molhar e ter um resfriado.
Não quero ser atingido por raios no percurso do que tenho sonhado.
Não quero me enfraquecer por ter virado alvo de flechas de desejos insanos.
Nem carbonizado por ter sido atingido por um raio de uma momentânea paixão.
É um engano da carne, que apenas faz sangrar um pobre e já ferido coração.

Imagem: http://cantosdaalmaemversos.blogspot.com.br/

Um comentário:

  1. Oi Sidney!

    A paixão tem os prós e os contras, não temos como evitá-los, mas nada melhor que um amor sereno, sublime e inteiro.

    Bjs... ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

EU APOIO!

Vídeos referentes a Sidney Santborg

Loading...