domingo, 20 de setembro de 2015

Coração Roubado














Texto: CORAÇÃO ROUBADO
Autor: Sidney Santborg

Ainda lembro como tudo aconteceu...
Ela estava sozinha sentada em uma praça.
Preocupei-me porque a vi chorar...
Estava tão frio e era alta madrugada.
Eu passei por ela, mas resolvi voltar...
Queria saber, por que estava lá?
Sem me olhar, nada respondia...
Eu insistia e voltava a questionar.
O silêncio era a resposta que eu ouvia.
Cansei e disse que tinha de deixá-la.
Entre soluços me disse para ficar...
Porque com ela ninguém se preocupava.
Seu peito estava sem um coração...
E sua alma na escuridão vagava.
Sentei do seu lado e ela esboçou reação...
Levantou a cabeça e enxugou as lágrimas.
Vi a bela mulher que na tristeza se escondia.
Olhos marcados por delineadores borrados.
Cabelos despenteados que ela tentava arrumar.
Confessou que não queria voltar para sua casa.
Pois a traição tinha destruído o seu lar...
Tinha encontrado o marido com a melhor amiga.
E isso ela não ia suportar, pensou até em se matar.
Segurei sua mão e disse que ele não a merecia...
Muito menos o sacrifício que ela pretendia.
Passei horas escutando o seu desabafo...
Busquei palavras benditas para confortá-la.
E em alguns momentos percebi um leve sorrriso.
Eu imaginava que havia levado luz à sua alma.
Mas do nada, um cara armado se aproximou...
Exclamando em alta voz: muito bem vagaba!
Ela se levantou e a ele se juntou...
E logo a ouvi dizer: perdeu playboy!
Levaram-me tudo... A tristeza agora era minha!
No lugar ermo e escuro eu me encontrava.
E o coração que ela havia perdido foi substituído.
Porque meu peito estava vazio e minha alma chorava.

Imagem: pedro-bial.tumblr.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

EU APOIO!

Vídeos referentes a Sidney Santborg

Loading...