quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Simulacros do Natural
















Texto: SIMULACROS DO NATURAL
Autor: Sidney Santborg

Alguns dizem por aí que o natural é que é legal...
O que seria o natural? A realidade nua e crua?
A possibilidade de sentir de forma mais palpável?
A natureza nas suas mais diversas formas vegetal, animal e mineral?
A visão, a audição, o olfato, o paladar e o tato?
A carne viva comandada pela metafísica que busca razão do ser?
O olho no olho, o dente por dente e sei lá o que vai acontecer?
A troca de palavras quando necessária e não diz nada...
Somente um vomitar sonoro para satisfazer a curiosidade aguçada.
O toque no toque e, por favor, não me toque e me poupe de seu contato.
Não querer sentir de verdade, querer apenas na virtualidade observar...
Porque o natural traz dor, sofrimento e lágrimas de ódio e rancor...
E quem disse que o virtual hoje não é natural?
Engana-se quem pensa que não é real a naturalidade do virtual.
E ainda quem pensa que a vida fantasiosa só existe na virtualidade...
A mente é um celeiro de distopias criadas para confundir.
Não o detentor das ideias, mas aqueles que tentam entender.
Hoje tudo é natural, seja real ou virtual... Seja ficção ou não...
Até a alma é natural. Pois está ligada à essência da natureza humana.
Que indiscutivelmente é sentimental... A carne externa as marcas d’alma.
E o espiritual é natural? Geralmente eleva-se ao sobrenatural.
Como de fato diz-se que é... Mas também está ligado ao homem.
Um pouco diferente da alma, pois alma é sentimento e espírito é razão.
E que diferença há nisso? Todas estão interferindo na vida...
E acabam conduzindo a um caminho... Seja de amor ou de dor.
Percebe-se que o espírito e a alma também teêm sua naturalidade.
Seja material ou imaterial... A alma com o mundo, e o espírito com Deus.
O sobrenatural é natural para aqueles que o veem como mudança aqui.
Fincados na Terra e não em outros mundos que talvez só exista na mente.
Mas acreditar que isso exista, faz bem. É uma forma de fuga dessa realidade.
Onde se vê ao natural o que só imaginaríamos ver na ficção.
Prefiro desfrutar da minha naturalidade de forma sobrenatural.
Vivendo no meu mundo acreditando que ainda existe uma razão para tudo.
Que ainda se pode sonhar com algo que possa satisfazer minha alma.
De forma a não contrariar o meu espírito e que a felicidade seja real.
E não um simulacro apoteótico do que hoje se tornou natural.

Imagem: Michal Macku
Retirada do blog: http://pequenoinventario.blogspot.com.br/2012/10/simulacro.html

2 comentários:

  1. rsrsrs muito bom!
    Eu acredito totalmente que exista uma razão para tudo, ainda que não tenhamos condições de entender por completo. Excelente texto!
    Beijo, beijo
    She

    ResponderExcluir
  2. Oi Sidney!

    O meu virtual já foi real, por isso toda forma de experiência é válida.
    Amei o texto.

    Bjs... ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

EU APOIO!

Vídeos referentes a Sidney Santborg

Loading...